MODA E LITERATURA - 2010

Moda e Literatura 2011 : Tema: A Literatura Paulistana
Moda e Literatura 2010: tema: “Cidades Latino-americanas” Enfocará a produção de escritores latino-americanos que, em suas obras, privilegiaram a realidade urbana. Projeto teórico-prático executado pelos alunos do terceiro semestre da graduação de moda da UNIFMU.
Programação: Desfile performático no dia 22 de outubro de 2010, 12 horas, na Avenida Paulista. Saída: Rua Minas Gerais, destino Livraria Cultura - Conjunto Nacional.

informações: zizizaza@gmail.com

Pesquisar este blog

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Turma C noite - Pedro Páramo

Todos tinham uma linguagem do sertão. Pedro era o único diferente, pois ele se sentia o “dono” das terras de Comala e Media Luna, os outros eram pessoas simples que tinham esperança de um dia Pedro morrer e esses poderem herdar no mínimo o que era deles por direito, as casas.

Todos os personagens morreram em busca de felicidade, por conta desta obsessão, culpando Pedro Páramo, quando na verdade morriam por conta dos seus próprios pecados e acabavam perseguindo os vivos, acreditando assim que encontrariam a luz ou o céu, com as rezas e orações que os vivos faziam para aqueles que haviam morrido. Eles acabavam matando os vivos também de medo, pois a cidade era abandonada e muito deles não sabiam se estavam vivos ou mortos.

O livro é um pouco confuso, mas também é cheio de mistérios dando vazão para imaginação, uma história O livro Pedro Páramo foi escrito por Juan Rulfo, o autor morreu no dia 7 de janeiro de 1986, em uma cidade do México onde havia chegado em 1953 aos dezoito anos. Na mais sombria solidão, ele escreveu dois livros definitivos, os contos de EL LLANO EM LLAMA (Chão em chamas) e o romance Pedro Páramo. Foi também um dos maiores escritores de literatura estrangeira da América Latina de expressão espanhola.

Conta a história de um rapaz chamado Juan Preciado que perdeu sua mãe Dolores Preciado e acabou prometendo a ela que procuraria seu pai, Pedro Páramo, na cidade de Comala, no México.
Comala por sua vez é uma cidade abandonada, perdida, penada, e cheia de maldições.


Quando chega à cidade é recebido por Eduviges uma velha senhora amiga de sua mãe que já o aguardava. E é assim que começa a aventura de Juan Preciado, num lugar onde há vários personagens, e cada um tinha um pouco à falar de Pedro Páramo, da erva daninha, de Comala, e como tudo era difícil pra ele distinguir quem era vivo ou morto.


Este livro é seguido por vários personagens:
Juan Preciado: personagem principal e narrador.
Eduviges: amiga da mãe de Juan Preciado.
Dolores Preciado: Mãe de Juan e ex- mulher de Pedro.
Susana San Juan: Uma das mulheres de Pedro Páramo e a única que ele não teve muito contato, mais foi a única que ele amou.
Damiana Cisnero: Foi conselheira de Miguel.
Miguel: filho de Pedro Páramo o único que ele reconheceu realmente como filho e deu-lhe o seu nome.
Fulgor Sedano: era o capataz de Pedro.
Padre Rentéria: O único que sabia sobre tudo e todos.

um tanto diferente das outras que já lemos. Mas que tem muitas riquezas entre cheiros, texturas, sons, cores, formas, fantasias. É um livro para quem gosta de viajar, imaginar e sonhar. Portanto vale a pena ler e reler para não perder nada.





"O LIVRO PEDRO PÁRAMO ME LEVOU PARA UM OUTRO RUMO DE LEITURA DO QUAL DESCONHECIA, E JULGAVA COMO CHATO, APÓS A LEITURA PERCEBI A RIQUEZA QUE MUITAS OBRAS TEM SEJAM ELAS CLARAS OU NÃO."

Jackeline Apdª

" BEM ESTA LEITURA FOI UM POUCO COMPLICADA, POIS NÃO TENHO O COSTUME DE LER LIVROS,
MAS Á PARTIR DAÍ PERCEBI O QUANTO É IMPORTANTE LER."


Silvia Uezu






Jackeline Aparecida, Silvia Uezu, Jacqueline Bronharon


Um comentário:

Gabriela disse...

Acabo de fazer um estudo da obra "Pedro Páramo" na faculdade. Foi um trabalho fantástico!

Adorei a leitura de vocês em relação à obra.

Parabéns a todos...

O blog está lindo e o conteúdo muito significativo.

http://palavraemdebate.blogspot.com

Postar um comentário